Propagandas

Pesquisar no BLOG

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Agente penitenciário acusa represália em presídio.

Servidor diz que foi transferido da Penitenciária de Ribeirão após denunciar irregularidades dentro da unidade.

O agente penitenciário José Leandro de Souza, que trabalha há 12 anos na Penitenciária de Ribeirão Preto, foi transferido para o presídio de Reginópolis, na região Central de São Paulo. Ele diz que a transferência foi arbitrária e ocorreu porque ele detectou irregularidades cometidas pela atual administração e informou o caso à direção da SAP (Secretaria de Administração Penitenciária).

As denúncias foram contra o chefe de disciplina da penitenciária e também contra a administração.

Até o fechamento desta edição, a SAP não havia se manifestado sobre as acusações ou sobre os motivos que levaram à transferência do agente. A transferência foi publicada no Diário Oficial do dia 28 de junho.

"A corda estourou do lado mais fraco. Eu e outro amigo fomos transferidos. Quem aponta os erros é transferido e... quem os comete continua trabalhando normalmente", afirma o agente.

Longe da família

Ele não se conforma com a transferência porque vai ficar longe da mulher e dos filhos que já moram em Ribeirão Preto.

"Esta cidade fica a mais de 200 quilômetros daqui. Não acho certo ser transferido sem pedir porque resolvi apontar os erros que estavam acontecendo na penitenciária", diz.

Para tentar anular o ato administrativo, o advogado do agente, Everton Marcelo Xavier, vai entrar com mandado de segurança contra a SAP.

"O meu cliente tem certeza absoluta que a transferência aconteceu porque ele apontou reiteradamente os erros da atual administração e por isto vamos pedir a anulação do ato".

Ele acrescenta que a SAP tem uma lista de pessoas que pedem a transferência para outras unidades e que o nome de José Leandro não consta nela.

"A SAP tem esta lista prioritária de transferência e para esta unidade em Reginópolis existem centenas de inscrições para a transferência voluntária e eles transferiram uma pessoa só para puni-la por apontar irregularidades que deveriam ser corrigidas pela direção".
Jornal A Cidade

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados