Propagandas

Pesquisar no BLOG

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Presídio nos EUA adota sistema de aluguel que oferece conforto a presos.

No lugar não há gangues nem violência.
Diária de R$ 200 também compra TV de plasma, computador e limpeza.

Um presídio da Califórnia, nos Estados Unidos, começou a adotar o sistema de aluguel para presos que querem mais conforto. Os presos escolhidos passam por um processo de pré-seleção...>

O preso, que pediu para ser identificado como Robert, cumpre pena por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Mas não se trata de uma cadeia comum. A família de Robert pagou o equivalente a R$ 165 mil para ele passar os próximos dois anos no lugar onde não há gangues nem violência. “Prefiro gastar esse dinheiro e ficar seguro.", diz.

A diária de R$ 200 também compra TV de plasma, computador e limpeza. Os presos escolhidos passam por um processo de pré-seleção. A prisão-hotel está causando muita polêmica. Para os críticos, a prisão mostra que nem todos são iguais perante a lei nos Estados Unidos. Charles Carbone, advogado especializado em direitos dos presos, é contra a prisão. "Se você tem muito dinheiro e prestígio, isso vai de alguma forma definir como o Judiciário te trata. É anti-americano. Está errado”, diz.

O sistema de aluguel ajuda a reduzir a superlotação das celas, um problema grave nos Estados Unidos, que tem a maior população carcerária do mundo. Para diminuir o número de pessoas nas penitenciárias, o governo americano anunciou medidas como, em alguns casos, penas alternativas e tratamento para quem for preso com droga.

A prisão de luxo é também um ótimo negócio para os cofres da pequena Seal Beach, no estado da Califórnia. A cidade está lucrando com os 30 quartos, ou melhor, celas. Existe até propaganda em jornal para os condenados ricos. O sargento Philip Gonshak faz as contas. “Vamos faturar de US$ 400 a US$ 500 mil por ano", calcula.

Mas o sargento deixa claro. "Definitivamente, isso aqui não é a Disneylândia”, completa Gonshak.

Para Robert, apesar do conforto, as grades sempre estarão presentes. “Pode ser confortável e seguro, mas na sua cabeça sempre será uma prisão", diz.
Hélter Duarte
G1

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados