Propagandas

Pesquisar no BLOG

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Descoberto túnel para fuga em massa no CDP de Pedrinhas.

Três homens foram presos em flagrante, ontem, à noite, quando davam prosseguimento à escavação de um túnel de fora para dentro do Centro de Detenção Provisória (CDP), de Pedrinhas, conhecido como ‘Cadeião’. O túnel seria utilizado para uma fuga em massa, na madrugada de quinta para sexta-feira, conforme informações obtidas pelo Jornal Pequeno.

Walber Pereira Silva, de 22 anos; Vagner da Silva, 31 anos, e Jonny Carlos Lima, de 20 anos, residentes na localidade Estiva de Baixo, haviam alugado uma casa quase em frente ao CDP e estavam cavando o túnel já há alguns dias. A movimentação diária e sempre à noite dos três homens, que utilizavam um veículo para levá-los e apanhá-los na casa alugada, foi detectado pelo Serviço de Inteligência do Sistema Penitenciário, que armou o flagrante. Por volta das 21h00, agentes penitenciários, com apoio da Polícia Militar, entraram na casa e deram voz de prisão aos meliantes em plena escavação do túnel.

Peritos estiveram no local e constataram que... o buraco já estava com 20 metros e próximo ao ‘Cadeião’. Até hoje, à noite, já estariam dentro do presídio.

No Plantão Central da Rffsa, para onde os acusados foram levados, a polícia apurou que o serviço deveria acabar na noite de quarta-feira, e que a fuga em massa iria ocorrer na madrugada de quinta para sexta-feira. A estimativa dos agentes penitenciários é de que cerca de 500 presos poderiam se evadir pelo túnel em construção.

Mais 3 envolvidos – Segundo apurou ainda o Jornal Pequeno, mais três pessoas estariam envolvidas na tentativa de fuga em massa. Os presos estão sendo investigados e a polícia quer saber se os homens presos agiram por conta própria ou foram contratados por alguém.

NOTA - SEJAP - A Secretaria de Estado da Justiça e da Administração (Sejap) informa que instalou procedimento administrativo para apurar o caso envolvendo o agente penitenciário Nivaldo Rego dos Reis, que está sendo apontado como responsável pela liberação, sem permissão, do preso Marcelo Santos Cantanhêde, do presídio São Luís. A denúncia foi feita pela juíza titular da comarca de Rosário, Rosângela Prazeres Macieira.

O superintendente de Execuções Penais do órgão, Fredson Maciel, imediatamente após tomar conhecimento da situação, entrou em contato com o corregedor, Alexandre Benigno, comunicando o ocorrido. “O procedimento administrativo vai apurar e, caso seja constatada a situação, as medidas necessárias serão tomadas”, afirmou.
Jornal Pequeno

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados