Propagandas

Pesquisar no BLOG

terça-feira, 23 de abril de 2013

Agentes paralisam atividades para denunciar superlotação em presídio.

Segundo sindicato, unidade pode receber 187 presos, mas abriga 342.
Presídio Nilton Gonçalves está situado em Vitória da Conquista, na Bahia.

Os agentes penitenciários do Presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, paralisaram as atividades nesta sexta-feira (19). Segundo o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (SINSPEB), o objetivo da ação é resolver o problema de superlotação da unidade.

Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) informou que não foi comunicada oficialmente sobre a mobilização e por isso não vai se pronunciar a respeito do caso.

"A paralisação é pela questão da superlotação. Já tem dois anos e meio que os presos das delegacias são encaminhados para o presídio. A capacidade é de... 187 presos, mas atualmente abrigamos 342. Nós convivemos com a possibilidade de em oito, dez dias, termos 400 pessoas aqui", relata Edfran Costa, diretor do sindicato.

Edfran conta que a unidade também apresenta diversos problemas estruturais. "Não há condição de trabalhar. Essa unidade não tem alarme, sistema de monitoramento, cerca elétrica que não funciona, efetivo policial reduzido, de agentes penitenciários também. Aqui está havendo racionamento de água por causa da seca, o que potencializa que os internos adquiram doenças infecto-contagiosas", relata o diretor do sindicato.

O sindicato afirma que os trabalhos voltam à normalidade no sábado (20), mas que outras mobilizações deverão ser realizadas até que a situação seja resolvida.
G1 BA

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados