Propagandas

Pesquisar no BLOG

domingo, 30 de junho de 2013

Superlotação denunciada pelo CNJ em centro de detenção de Santo André motiva ação civil pública.

Ação civil pública ajuizada pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público do Estado de São Paulo pede que novos presos não sejam mais encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André por causa da superlotação da unidade. De acordo com a Defensoria Pública, atualmente 1.834 presos vivem na casa prisional, que só possui vaga para 512 pessoas.


A situação foi denunciada em 2011 pelo Mutirão Carcerário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que encontrou 1,7 mil presos durante inspeção à unidade do ABC Paulista. Os magistrados que inspecionaram o CDP de Santo André fotografaram celas sem janelas, o que impedia iluminação e ventilação mínimas nos cômodos que chegavam a abrigar dezenas de homens.

De acordo com o relatório dos juízes do CNJ, o estabelecimento era um dos que apresentavam...
péssimas condições de conservação, semelhantes a ruínas. Embora tenha sido construído para abrigar apenas pessoas que aguardam julgamento, o CDP tinha entre seus internos presos que já receberam sentença.

Essa situação também foi objeto de ação civil pública, movida conjuntamente com a Pastoral Carcerária, que pede que os presos já condenados no CDP sejam levados para penitenciárias. Além disso, a ação cobra a volta do fornecimento regular de água para a população carcerária da unidade, deficiência constatada em inspeção feita pela Vigilância Sanitária municipal, a pedido da Defensoria Pública.

A mesma vistoria verificou ainda que faltavam camas e colchões para os presos, área adequada para visitas, vasos sanitários, chuveiros e roupas para os presos. De acordo com a Defensoria, a Defesa Civil do município encontrou no CDP camas feitas com garrafas PET e deficiências dos sistemas elétrico, hidráulico e de esgotamento sanitário.

Clique aqui para acessar o relatório do Mutirão Carcerário do CNJ em São Paulo.

Manuel Carlos Montenegro
Agência CNJ de Notícias com informações da Defensoria Pública de SP

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados