Propagandas

Pesquisar no BLOG

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

CDP recebe Sedex com celulares e pedaços de serra destinados a detento.

Dois celulares, duas baterias, um chip, uma leitora de cartão e três pedaços de serra constituíam o conteúdo de um pacote de bolo remetido via postal a um preso do Centro de Detenção Provisória (CDP) Luis César Lacerda, em São Vicente.

O acusado de ser o destinatário da correspondência ilícita é o detento Cristiano Pereira Paiva, de 27 anos. Como forma dela chegar o mais rápido possível, o remetente optou por um Sedex, que é um serviço expresso dos Correios de despacho de cartas e encomendas.

Na tarde de segunda-feira, durante vistoria de rotina do Sedex, como acontece com quaisquer cartas e objetos encaminhados a presos, funcionários do CDP descobriram o seu conteúdo ilícito.

Os materiais foram apresentados na manhã desta terça-feira no 3º DP de São Vicente (Jardim Rio Branco), onde inquérito policial será instaurado para apurar responsabilidades criminais pela tentativa de se introduzir serras e celulares na unidade prisional.

Segundo o delegado Luiz Fernando Salvador, apesar de o Sedex estar identificado com os nomes do destinatário e da suposta remetente (irmã do detento), “não é descartada a hipótese de outras pessoas terem usado os dados de terceiros para não serem descobertas”.

Projetado para abrigar 768 presos, o CDP de São Vicente abriga atualmente 2.262, ou seja, quase o triplo da sua capacidade, conforme dados da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).
Eduardo Velozo Fuccia
A Tribuna

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados