Propagandas

Pesquisar no BLOG

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários fizeram passeata nesta quinta.

Policiais Civis, Militares , Bombeiros e agentes penitenciários de Pernambuco prometem fazer passeata no início da tarde dessa quinta-feira. O objetivo é chamar a população para a situação de trabalho da categoria. Eles reclamam da falta de estrutura e efetivo, baixos salários e distorções salariais entre membros, viaturas sem xadrez e outras deficiências nas condições de trabalho...>


As categorias se reuniram na última quarta-feira e decidiram se unir para realizar o movimento nesta quinta-feira. "Precisamos dar um basta nesta situação que é comum a todas as classes", disse Cláudio Marinho, presidente do Sindicato dos Policiais Civis, informando que um documento será entregue na sede provisória do Governo, contendo todas as pautas de reivindicações das Polícias Civil, Militar, Bombeiros e Penitenciários.

Numa forma de unir forças e demonstrar a insatisfação generalizada de quem se esforçou para cumprir as metas do Pacto Pela Vida, mas não recebe o devido reconhecimento, o presidente do Sinpol/PE também estará presente, às 13h, na concentração da passeata da PM, na Praça do Derby, seguindo depois para a concentração dos policiais civis, em frente a sede do Sinpol/PE, na Rua Frei Cassimiro, 179, em Santo Amaro, às 15h. 

Os agentes penitenciários, que se concentram às 13h, no Treze de Maio, fizeram sua passeata pela Av. Cruz Cabugá até a sede do Sinpol/PE onde se unem ao grupo de policiais civis e, juntos, seguem pela Av. Norte até encontrar o grupo de policiais militares e bombeiros na Av. Agamenon Magalhães. O destino de todo o grupo será o Centro de Convenções de Pernambuco, sede provisória do Governo do Estado, onde entregarão o documento com as pautas de reivindicações e farão Assembleia Geral para definir os próximos passos do movimento.

O Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos da Polícia Civil foi implantado em dezembro de 2008, e o Governo do Estado está devendo dois novos enquadramentos, além de duas progressões para os policiais civis, que hoje têm o terceiro pior salário do país.
Diário de Pernambuco

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados