Propagandas

Pesquisar no BLOG

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Pacote com celulares é jogado por cima de muro de presídio na Paraíba.

A Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba tem realizado vistorias em todos os presídios do estado para recolher objetos e substâncias durante o período de São João. Porém, ainda está sendo verificada a entrada desses objetos após as operações. Agentes penitenciários encontraram uma sacola com celulares, carregadores e fones de ouvido na noite da terça-feira (19) no pátio da Penitenciária de Segurança Máxima Raimundo Asfora, o Serrotão, em Campina Grande, no Agreste do estado. 

Segundo a Central de Operações da Polícia Militar (Copom), os agentes informaram à Polícia Militar que dois homens teriam passado em uma motocicleta por volta das 22h da terça-feira na lateral do presídio e jogado por cima do muro um pacote. Policiais Militares realizaram diligências e a segurança nas guaritas foi reforçada.

Ainda de acordo com a Copom, a direção do presídio determinou que um agente fosse verificar o que tinha no pacote e ficou constatado que eram quatro celulares, três carregadores e seis fones de ouvido. O material estava embalado com... esponjas e fita adesiva para não quebrar com o impacto da queda depois de ser arremessado. Os celulares eram novos e tudo foi recolhido pela polícia. A PM não conseguiu localizar os suspeitos.

Mais ações
Ainda na terça-feira, uma operação da Polícia Militar também apreendeu celulares e carregadores, além de uma pequena quantidade de crack e cocaína no Presídio Regional de Cajazeiras, no Sertão paraibano. Na segunda-feira (18), os policiais conseguiram apreender drogas, celulares e até televisores no Presídio Regional Romero Nóbrega em Patos, também no Sertão.

Na manhã da terça-feira, a Penitenciária Regional de Campina Grande Raimundo Asfora, conhecida como presídio do Serrotão e a Penitenciária de Segurança Máxima PB 1 em João Pessoa também passaram por vistorias. No sábado (16) uma operação vistoriou simultaneamente dois presídios do estado e terminou com um saldo de 36 espetos, 5 telefones celulares e 3 facas artesanais apreendidas. A inspeção aconteceu na Penitenciária de Segurança Máxima Criminalista Geraldo Beltrão, a máxima de Mangabeira, em João Pessoa e no Serrotão, em Campina Grande.

As ações começaram depois das recentes rebeliões acontecidas no estado, como a rebelião que aconteceu ao mesmo tempo em três presídios da capital e o tumulto do Presídio Regional de Catolé do Rocha. O gerente executivo do sistema penitenciário, tenente coronel Arnaldo Sobrinho, disse que as ações fazem parte de uma medida da secretaria para pacificar as relações nos presídios durante este período junino, em que o estado inteiro está vivendo as festividades.

Ainda assim, a polícia registrou um princípio de tumulto na Penitenciária Romeu Gonçalves de Abrantes, PB1 e PB2, no início da noite da terça-feira (19), mas tudo foi controlado rapidamente de acordo com o 5º Batalhão da Polícia Militar.
G1

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados