Propagandas

Pesquisar no BLOG

sábado, 18 de maio de 2013

Agente penitenciário é detido por porte ilegal de arma.

Ocorrência inusitada foi registrada pela Polícia Militar. Agente penitenciário foi preso por porte ilegal de arma depois de deter um homem que tentava tomar de assalto aparelho celular de uma vendedora. Para se ver livre da cadeia, o agente pagou fiança, mas o acusado de roubo teve a prisão em flagrante ratificada e foi autuado pelo delegado de Polícia Civil no plantão.

Por volta de 21h30 de quinta-feira, uma guarnição da Polícia Militar que passava pela avenida Leopoldino de Oliveira se deparou com um homem sendo detido por outro que estava armado de pistola. Ao se aproximar, o suspeito armado se identificou como o agente penitenciário J.M.P.S., 39 anos. Segundo ele, passava pela rua Maria Bassoto Rosseti quando presenciou o autor, posteriormente identificado como Lucas da Silva Santana, 18, tentando roubar o celular da vendedora M.R., 21.

O assaltante chegou a... puxar a vítima pelo braço no intuito de roubar o aparelho. Ao notar a presença do agente penitenciário, Lucas da Silva Santana subiu em sua bicicleta e fugiu. Ele foi alcançado, abordado e detido pelo agente penitenciário na avenida Leopoldino de Oliveira. Foi quando oficial da Polícia Militar passava pelo local e fez a prisão dos dois: do acusado de tentar roubar e do agente penitenciário, por não possuir porte de arma.

O homem acusado de assalto confirmou a versão do agente penitenciário. E disse ainda que para cometer o assalto não usou arma de fogo. Ele simulou estar armado, e que queria o telefone porque está passando por necessidades financeiras, por isso tentou assaltar a vendedora. Ela também confirmou a versão do agente penitenciário. Com relação à arma de fogo, uma pistola Taurus, calibre 380, carregada com 19 cartuchos, o agente disse que anda armado devido ao fato de estar sendo ameaçado e não possuir porte de arma, porém tem o registro, o qual não foi apresentado no momento da abordagem por ter perdido o documento, citando inclusive o número do Registro de Defesa Social (Reds), o que foi tudo confirmado.

Os envolvidos foram para Delegacia de Polícia Civil, onde Lucas da Silva Santana foi autuado em flagrante por roubo tentado e enviado à penitenciária de Uberaba. Já o agente penitenciário foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e, após pagar fiança de um salário mínimo, foi liberado para responder ao processo em liberdade.
Carlos Paiva
JM OnLine

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados