Propagandas

Pesquisar no BLOG

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Delegado de Lucas diz estar convicto que sitiante e mulher mataram agente.

O delegado municipal em Lucas do Rio Verde, Marcelo Torachs, está convicto que o sitiante Eloi Hofmann, 48 anos, e uma mulher (cuja identidade está sendo confirmada) estão envolvidos no assassinato do agente penitenciário Idelman Bezerra Braga, 27 anos, ontem, em um milharal nas proximidades da prefeitura. O acusado e uma mulher estão presos. "Estou convicto que eles são autores do crime", afirmou o delegado, ao Só Notícias.

Na casa de Eloi, investigadores da Polícia Civil acharam o coldre da pistola 380, carteira com documentos do agente e registro da arma. "Ele entrou em contradições. Estava usando um chinelo e o outro pé foi encontrado ao lado do corpo, onde também encontramos um brinco. A história que contou sobre o tiro que levou na perna, durante suposto assalto, não convenceu porque ele foi em busca de atendimento sem acionar a PM nem a Polícia Civil", acrescentou o delegado.

De acordo com Marcelo, Eloi disse que estava no milharal mantendo relações... extra-conjugais com uma mulher. "Ele alega que o agente chegou ao local e disse que poderia continuar o ato sexual. Depois, a mulher teria sido estuprada pelo agente. Em determinado momento, Eloi e a vítima entraram em luta corporal, momento em que Eloi levou tiro na perna. Mas como é forte, conseguiu dominar a vítima. Então, a mulher teria dado duas pancadas com capacete ( em Ildeman) quando o agente teria dito que "era da polícia". Temendo outras consequências, eles desferiram coronhadas na cabeça dele, que faleceu. O corpo foi arrastado e deixado alguns metros do local onde houve a luta", acrescenta o delegado.

Marcelo Torahcs disse, ainda, que "são fortes os indícios que o agente estuprou a mulher e os vestígios pericais são condizentes". Ele já pediu a preventiva do sitiante e da acusada. "Precisamos esclarecer o que o agente foi fazer no milharal, local onde jovens ficam nas proximidades bebendo, consumindo drogas", emendou.

O corpo de Ildeman, que era agente prisional desde outubro do ano passado, foi velado na capela mortuária e trasladado hoje para o Maranhão.
Só Notícias/Editoria

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados