Propagandas

Pesquisar no BLOG

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Secretário da SAP fala sobre a presença da Rota na região de Prudente.

Em visita à região, Lourival Gomes esteve na sede do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp).

O secretário de Administração Penitenciária (SAP) do Estado de São Paulo, Lourival Gomes, fez uma vista à região de Presidente Prudente nesta quarta-feira (26). Na coletiva concedida à imprensa nesta tarde, no Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp), ele comentou sobre a presença das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), considerada a tropa de elite da Policia Militar paulista, que vem patrulhando a região nos últimos meses.

“A presença da Rota não é só aqui na região, mas em todo interior do Estado. Isso acontece sempre. É que, às vezes, a população ainda não se acostumou com as operações e por isso estranhamento”, explicou Gomes.

Com a declaração, o secretário suavizou a publicação feita pela Folha de São Paulo no início da semana, que afirma que a presença do policiamento especial se deve a... inúmeras ameaças de uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios paulistas a membros do Ministério Público, do Judiciário, da PM e diretores de penitenciárias.

Questionado, o secretário explicou que a presença da Rota é comum, pois a obrigação dela é combater o crime organizado tanto na capital, quanto no interior do Estado.

Em relação às ameaças que poderiam ter partido pelo crime organizado às autoridades, ele disse que o combate às facções é intenso e sempre haverá ameaças aos agentes da lei. Ele entende que é uma forma dos criminosos tentarem coibir as ações das forças de segurança.

“Em nossa profissão, sempre haverá ameaças, porque lidamos diretamente com presos perigosos. Mas isso é da nossa profissão e não podemos fugir disso, mas sim combater”, afirmou Gomes.

O secretário confirmou que duas incursões foram feitas na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, como mencionava a Folha. “Essa também é uma das ações de obrigação da Rota. Assim como a Penitenciária 1 de Avaré, a P2 de Venceslau também tem criminosos de alta periculosidade, e a nossa polícia toma essas medidas a fim de proteger e coibir ações contras os agentes penitenciários”, concluiu Gomes.

Logo após a coletiva, o secretário se reuniu com membros do sindicato onde a entrevista foi concedida.
IFronteira

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados