Propagandas

Pesquisar no BLOG

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Instalação de vigilância eletrônica pode ser causa de fugas, diz Uchôa.

Bloqueadores de celulares foram instalados em Pedrinhas.
85 detentos já fugiram do complexo nos últimos seis meses.

Nesta quinta-feira (12), O secretário de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão, Sebastião Uchôa esteve no Bom Dia Mirante e falou sobre a situação do sistema penitenciário do Maranhão e sobre as últimas fugas registradas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Nos últimos seis meses, 85 detentos escaparam do complexo, o que pode ter relação com a instalação de vigilância eletrônica e bloqueadores de celulares, segundo o secretário...>

"Já houve a colocação de bloqueadores no CDP e isso vai se estender a todas as casa penitenciárias. É claro que as fugas recentes podem ser associadas à instalação desses equipamentos. Sem essa comunicação eles perdem contato com o exterior", adiantou.

"No caso dessa fuga de domingo, nós tinhamos a informação e fizeram a correção pela metade. Subestimaram a massa carcerária. Solicitamos a abertura de inquérito junto à Polícia Civil para saber se houve conivência. A vantagem da terceirização com base na demissão é que, se o funcionário erra, ele, imediatamente, é demitido. O que está acontecendo é que agora está sendo divulgado. Mas existe uma série de projetos de licitações em andamento para remediar essas questões históricas de debilidade estrutural", declarou.

Até o momento, nenhum dos 20 presos foragidos foi recapturado. O diretor da Casa de Detenção foi substituído e a empresa que faz o serviço de segurança para o presídio informou que a guarita mostrada sem vigilância, em cima de onde foi aberto o túnel, recebeu um vigia na tarde dessa quarta-feira (11).

Fugas
Uma fuga de presos foi registrada no último domingo (8), na Casa de Detenção (Cadet), em Pedrinhas. Uma das celas do Cadet foi serrada e os presos fugiram por um túnel. Os detentos escaparam por um túnel de cinco metros, que foi descoberto um dia antes, mas que ainda não havia sido fechado pela Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão (Sejap).

No mês de agosto, quatro presos conseguiram fugir do bloco C do Presídio São Luís II. Os presos também serraram as grades. No mesmo mês, uma tentativa de fuga em massa foi impedida no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

Ameaças de morte
Ainda em entrevista, Uchôa falou sobre a possibilidade de deixar o cargo e ainda sobre as contantes ameaças de morte que sofre à frente da Sejap. "Isso é um sonho meu, mas é um sonho que está impedido de ser realizado porque o segmento do governo não concorda com isso, o segmento da polícia não concorda e a sociedade civil não concorda. O mal não pode vencer o bem. Ameaças de morte não me intimidam. Eu tenho um exército muito forte, que é o exército de Deus, e também o exército da minha força policial. Mas pra mim isso é uma rotina", finalizou.
G1 MA
com informações da TV Mirante

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados